Sabe, mas então, qual o seu problema?

Quanta idéia desorganizada, quanta informação inútil, quanto medo, quanta indiferença, quanta inspiração, quanto tudo.
Quanto tudo que eu equivocadamente pensei ter melhorado em mim.
Me dei uma dose forte de auto-estima, de bons tempos, de ser boa no que fazia e agora? E agora o nível baixou e eu sinto uma abstinencia terrível por não ter mais idéias fantásticas, ou por não saber executar a bagunça que ronda meu inconsciente. Eu me deixei viciar nas minhas próprias virtudes e me vejo aqui tentando superar o que esgotou.

Eu olho pra trás e não vejo nada de graça no que eu achava deslumbrante na época. Penso, o que fiz? Qual o talento daquilo? Foi tudo ilusão?

Algo me faz deixar isso público. Não entendo por que. Não entendo se é por alguém precisar ler, ou pra inspirar, ou pra aconselhar mesmo que indiretamente.

O fato é que mais do que nunca, meus textos não vão ter sentido algum. Vão sair assim, misturados, confusos, um espelho da minha atual criatividade.

Desabafar me faz crescer de alguma forma, tomara que funcione novamente.




Deixe uma resposta


DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS | PROIBIDA A CÓPIA TOTAL OU PARCIAL
INVIT.COM.BR/VANESSA- design by